Fique ligado!

Novidades

Notícias

Museus fechados? Conheça instituições que possuem acervos virtuais e aproveite a quarentena para visitá-los

Imagem: Museus fechados? Conheça instituições que possuem acervos virtuais e aproveite a quarentena para visitá-los

Separamos uma lista de instituições culturais cujos acervos podem ser visitados online, para que você possa aproveitar o período de quarentena explorando lugares novos e aprendendo um pouco mais sobre o nosso passado.

Como parte dos esforços para conter a disseminação do coronavírus, muitas das principais instituições culturais do mundo fecharam suas portas nos últimos dias. Entre elas o Museu do Vaticano, o Metropolitan Museum of Art de Nova York, o Museu Nacional de Arte Moderna e Contemporânea da Coréia, o Louvre, o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, a Pinacoteca do Estado e o Memorial da América Latina, em São Paulo, só para citar alguns.

Tais medidas são fundamentais no atual cenário mundial, mas deixam os aficcionados por arte e, principalmente, os turistas um pouco frustrados. Pensando nisso, separamos uma lista de instituições culturais cujos acervos podem ser visitados online, para que você possa aproveitar o período de quarentena explorando lugares novos e aprendendo um pouco mais sobre o nosso passado.  Confira:

Google Arts and Culture

O Google fez parceria com mais de 500 museus e galerias em todo o mundo, em um esforço para aumentar o acesso às artes. A plataforma permite que os usuários naveguem nas coleções em destaque ou usem o Street View para passear pelos corredores da galeria.

Alguns dos museus mais procurados do mundo estão disponíveis por ali, como o Museu Van Gogh, de Amsterdã, o Museu de Arte Moderna de Nova York, o Musée d’Orsay de Paris, a Galeria Nacional em Londres, o Museu Paul Getty em Los Angeles, entre outros. Você também pode experimentar a famosa rampa em espiral dentro do Museu Guggenheim de Nova York.

Museu do Louvre

O museu mais popular do mundo também está disponível online. Embora não seja tão tecnológico quanto o Google Arts & Culture, ele permite que os visitantes virtuais explorem a coleção de antiguidades egípcias do Louvre, o fosso do museu – o Louvre foi originalmente construído como uma fortaleza e você pode ver os antigos cais que sustentavam sua ponte levadiça – e a Galerie d’Apollon, uma das salas mais icônicas e extravagantes do Louvre, originalmente projetada para ser um salão de recepção de Luís XIV.

Museu Nacional de História Natural Smithsonian

Se você não é muito fã de arte, mas ama a natureza, os passeios virtuais do Museu de História Natural podem ser interessantes. Visite as exposições permanentes, passadas e atuais do museu, incluindo o Pavilhão das Borboletas, por exemplo, ou o corredor dos fósseis. 

Museu Nacional Thyssen-Bornemisza

A exibição temporária de Rembrandt, no Museu Nacional Thyssen-Bornemisza, em Madri, foi aberta em meio ao surto de coronavírus, em fevereiro. Como agora ela está fechada ao público, o museu passou a oferecer um tour virtual, para que os visitantes ainda possam experimentá-la. 

Museu Casa de Portinari

O museu que tem o nome do artista está localizado na cidade de Brodowski, interior de São Paulo, mais exatamente na casa onde nasceu o pintor. Através do tour virtual é possível fazer uma viagem pelo museu com imagens em 360º, observando as obras de Portinari e acompanhando as informações sobre a sua vida e obra. No local também estão expostos móveis e roupas usadas pelo artista.


E não se esqueça. Além da quarentena, é muito importante que todos reforcem seus hábitos de higiene, lavando as mãos várias vezes ao dia com água e sabão ou usando álcool em gel 70%. Além disso, evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos, não compartilhe objetos de uso pessoal e evite aglomerações.

Biodiversidade

Explorar

Fósseis

Explorar

Conchas

Explorar

Pedras e Rochas

Explorar

Moedas

Explorar

Cédulas

Explorar